Rhode Island

AUGUSTO PESSOA (Correspondente)
Delegado em Rhode Island
Tel. (401) 728-4991

 

Cerimónias da Semana Santa

A comunidade lusa nos EUA viveu a cerimónia da Páscoa. Se bem que todo o
ritual faça parte do Testamento, vamos encontar os Romeiros que se juntam a
esta quadra, mas numa tradição iniciada em São Miguel.

Junto da igreja de Santo António em Pawtucket a Romaria Quaresmal teve lugar
em Dia de Ramos. E este sim faz parte da passagem de Jesus pela terra. O Dia
de Ramos significa a entrada triunfal de Jesus em Jerusalém antes da sua
morte.

O Dia de Ramos por exemplo recordo lá por Mangualde quando se levavam à
igreja Matriz enormes ramos de loureiro que eram enfeitados com laranjas e
flores.
Havia a tendência dos mais espertos tentar roubar as laranjas e as coisas
ficavam feias. Após a benção os ramos eram colocados nas quintas para
afastar o resultado destruidor das fortes trovoadas, quedas de graniso e
fortes chuvadas que destruiam as colheitas. Havia também quem ficasse com
eles em casa para queimar durante as fortes trovoadas, que segundo a lenda
afastaria os raios daquela região.

Depois do Domingo de Ramos veio a Quinta-Feira Santa e o Lava-Pés. A missa
do Lava-pés significa o último encontro de Jesus com os 12 apóstolos antes
da crucificação. No caso específico da igreja de Santo António em Pawtucket
os 12 apóstolos eram romeiros que em Dia de Ramos tinham efectuado a maior
romaria de todos os tempos pelas ruas de Pawtucket, com paragem nas igrejas
daquela cidade. O padre John O'Brian representou a imagem de Jesus e
procedeu ao Lava-Pés.
A Quaresma é tempo de reflexão. O uso da razão e da ciência podem nos ajudar
a pensar o sentido e o efeito de práticas religiosas que experimentamos em
nossas vidas.

Antes da festa da Páscoa, Jesus sabia qual seria o seu destino. Durante a
última ceia, o diabo já tinha posto no coração de Judas Escariotes, filho de
Simão, o propósito de entregá-lo. Jesus sabia que tinha saído de Deus e para
Deus voltava. Surge aqui a cerimónia do Lava-pés quando Jesus tomou este
procedimento perante o espanto dos apóstolos. Quando chegou a vez de Simão
Pedro e perante a sua surpresa Jesus disse-lhe: "O que estou a fazer, não o
vais compreender por agora. Mais tarde o compreenderás", disse-lhe Jesus.

E foi esta prática a que se assistiu em Quinta-Feira Santa na igreja de
Santo António.

A Sexta-feira Santa é assinalada com o Enterro do Senhor. A procissão
percorre as ruas circunvizinhas à igreja acompanhada pela banda de Santo
António. Verónica faz parte daquele cortejo religioso dirigindo-se a Deus
cada vez que as matracas se faziam ouvir.

A igreja de Santo António recebia os fieis com tudo às escuras, no sábado da
Ressurreição. Pela 7:30 da noite a Luz da vida entrou pela igreja
simbolizada num enorme ciro de onde sairia a luz que através das velas que
cada cristão possuia iam iluiminando a primeira igreja portuguesa do
Blackstone Valley.
O coro cantou a alegria da ressurreição ao mesmo tempo que se procedia à
benção da água.
E assim se completou mais um cerimonial da Quaresma.

 


Voltar à primeira página desta secção

Voltar à primeira página desta edição

 Voltar à Primeira Página


Copyright © 1997/2001 Portuguese Times
Autorizada a reprodução de artigos publicados nesta página desde que mencionada a origem