Desporto

Afonso Costa



Carlos Baptista vai deixar a NELASA

Na passada sexta-feira realizou-se uma reunião de direcção e clubes na sede
desta associação, que provocou no início uma certa confusão, porque não se
sabia ao certo se era reunião ou assembleia, já que na convocatória entregue
aos delegados estava a assinatura do presidente da assembleia geral, mas
esse caso foi de imediato esclarecido pelo próprio, que disse tratar-se de
um engano.

Carlos Baptista, presidente da NELASA, comandou toda a reunião, que, quanto
a nós, teve apenas dois pontos de bastante interesse para os clubes
filiados.
Vamos começar por eles; primeiro foi voltar a alertar os delegados na
urgência de apresentar as listas com nova direcção, pois o prazo é até 15 de
Novembro. Carlos Batista afirmou categoricamente que o seu último dia nesta
associação será a 15 de Janeiro de 2005 e se até esse dia não decidirem
nada, serão entregues as chaves e contas ao presidente da assembleia geral.
Depois, com bastante mágoa disse basear esta decinos problemas criados por
algumas equipas nesta segunda volta do campeonato.

"Em minha opinião não se deverá realizar o jantar e entrega de taças que
sempre foi todos os anos. Pela primeira vez não o farei", disse Carlos
Baptista.
Esta decisão não foi bem aceite por alguns delegados, em especial o dos
Imigrantes, que além de não concordar disse: "É talvez a primeira vez que
temos hipóteses de sermos campeões e não há festa, tudo isto por causa dos
Fidjos de Terra, não concordamos".
Procedeu-se então a uma votação, com a condição de o pagamento ser feito só
até à próxima semana, porque o prazo já terminou e ninguém cumpriu.
Como é fácil para alguns delegados levantar o braço ganhou a maioria. No
entanto, cá fora ficámos a saber que não iriam pagar nem iriam á festa, a
não ser que mudassem de opinião, o que é muito fácil para alguns deles.
Por falar em mudança de opinião, queremos dizer que nada tem a ver com a
reunião mas, precisamente na semana passada, um delegado de uma equipa de
séniores disse-nos que estava bastante zangado com o presidente e já tinha
contactado um advogado, porque o que ele fez não é legal e assim a Nelasa
está muito longe do que foi a Lasa.
Esse mesmo delegado nessa reunião foi o único que elogiou o excelente
trabalho desta direcção e pediu para continuar, porque, sublinhou, foi a
melhor de todas as direcções que passaram por esta associação.

Isto é apenas um exemplo de algumas pessoas que estão à frente do futebol,
mas voltando à reunião e para terminar o presidente pensando talvez na
dificuldade em que alguns delegados têm em ler e compreender os comunicados,
ele lá sabe as suas razões.
Começou por tentar explicar o que vem escrito todas as semanas. Por exemplo,
que os Imigrantes ganharam o protesto porque apresentaram todos os
documentos como deve de ser, ao contrário de outros casos que não sabem o
que devem fazer, mas falam muito.
Contudo garante que todas as equipas são tratadas com a mesma seriedade
apenas cumprindo com os regulamentos.

Chamou a atenção do presidente e delegado da equipa Spiga Midju, Jack
Andrade, por causa de uma entrevista concedida ao PT, mas, passou a bola
para o secretário da assembleia geral, que aliás não percebemos o porquê
dessa situação, uma vez que ele até não é da direcção nem sequer devia estar
na mesa, mas eles é que sabem.
Ele tentou dar a volta numa situação de inscrições que alegadamente não
correspondia com a verdade à referida entrevista, tentou explicar, usou
muito a palavra e na verdade não ficou esclarecido, talvez numa próxima
reunião.

===============================

New Bedford Sports, 2 - ABC, 1
Resultado certo num bom jogo

Campo: Morton  Field, em New Bedford
Árbitro: Vítor Mendes auxiliado por Alfredo Moniz e Vítor Ferreira

NB Sports: Cláudio Bento, Cinésio Aguiar, Adolfo Sousa, Adroaldo Melo, Luís
Felipe, José Pacheco, Luís Vieira, António Vieira, António Costa, Custodio
Cabral e Ricardo Martinez.
Suplentes: Luís Pata, José Machado, Jeremias Sousa, Amadeu Pacheco, António
Miranda, João Pereira, treinador Paulo Melo

ABC: José Monteiro, Joaquim Monteiro, Agnelo Almeida, Renato Delgado, Carlos
Sequeira, Silvino Sequeira, Jorge Andrade, Luís Fernandes, Paulo Fortes,
Celso Ferreira e Fernando Santos.
Suplentes: Arlindo Spencer, José Gibau, António Neves, Luís Gonçalves,
Orlando Cruz. Treinador: Carlos Lobo.

Ao intervalo: 1-0

Marcadores: Adroaldo Melo (23m), Celso Ferreira (62 m), R. Martinez (66 m)

Vamos começar outra vez esta pequena crónica pela equipa de arbitragem,
desta pela positiva. Primeiro porque estava completa e depois porque assim
até dá gosto ver, não há discussões, os jogadores não respondem e quando não
estão de acordo com algumas decisões, o que é natural, encolhem os ombros
olham para o chão e jogam à bola, não se ouvem os tais palavrões, apenas um
ou dois, mas esses já são conhecidos e ninguém liga. Até nos apetece
utilizar aquela frase bem conhecida. Porque será?
Falando do jogo em si, assistimos a duas grandes equipas de veteranos, que
praticam bom futebol e ambas queriam ganhar. Os da ³casa², que têm grandes
possibilidades de serem campeões e queriam vingar-se de serem eliminados da
taça, os visitantes, que em nossa opinião têm o melhor futebol mas, muitas
dificuldades em colocar a bola dentro da baliza. Para isso também contribuiu
a classe de Cláudio, guarda-redes do NB Sports, que é sem dúvida, em nossa
opinião, o melhor deste campeonato. Já o conhecíamos noutros tempos depois
deixamos de o ver e ainda bem que voltou para valorizar este campeonato de
veteranos.
Adroaldo, também um velho conhecido, está a melhorar todos os domingos e
marcou, que é aquilo que sabe fazer, um grande golo aos 23 minutos,
colocando a sua equipa a vencer até ao final dos primeiros 45 minutos.
Realce-se excelentes jogadas pelo ABC com  Celso, Neves e Gibau mas sem
sucesso.
Na segunda parte o ataque dos visitantes foi constante, Celso marcou o ponto
de honra, aos 62 minutos, mas 4 minutos passados R. Martinez, com um toque
de habilidade, matou o jogo, como se diz na gíria, fixando no resultado
final.

Excelente arbitragem.

============================

Que se passa com o futebol jovem da NELASA?

Estamos a prever que se vai repetir o mesmo ou pior do que na época passada.
Pior é difícil mas nunca se sabe. Perguntámos ao presidente da NELASA sobre
este assunto. Não tem qualquer conhecimento, nem resultados, se já acabou ou
se há campeões, mas tem esperança que tudo mais ou menos se irá resolver, os
responsáveis pelas várias idades, nunca mais os viu, no princípio ainda
tentou colocar alguém, neste caso foi da assembleia geral a tentar controlar
mas foi impossível. Só resta mesmo esperar pelos acontecimentos e como se
está a prever há muito tempo o futuro destes jovens nesta associação tudo
leva a crer que os tais responsáveis irão fazer como no ano passado, nem a
maior parte das taças levam para entregar aos vencedores, se é que os há.
Prometemos voltar a falar neste assunto.