Fadista Ana Sofia Varela em digressão ao Reino Unido

A fadista Ana Sofia Varela encontra-se em digressão pelo Reino Unido que a
levará a 12 palcos no âmbito do Festival Atlantic Waves, terminando a
digressão a 07 de Dezembro, no South Bank Centre, em Londres.
Esta é a primeira digressão da fadista ao Reino Unido, levando-a a actuar na
Escócia, País de Gales e Inglaterra, antecedendo uma pausa para a gravação
do seu próximo disco, com edição prevista para a Primavera de 2005, segundo
fonte da sua produtora.
A fadista, acompanhada à guitarra portuguesa por Mário Pacheco, à viola por
Pedro Pinhal e no contrabaixo por Ricardo Cruz, actua quinta-feira em
Basingstoke (Inglaterra) no The Anvil, e sexta-feira sobe ao palco do
Queen's Hall, em Edimburgo (Escócia). Sábado volta a Inglaterra para actuar
no Tolbooth, em Stirling, e, domingo em Southhampton no Turner Sim Concert
Hall. Seguem-se os palcos do Komedia, em Brighton, dia 10, e do St. George's
Theatre em Bristol, dia 11.
Dias 12, 13, 14 e 15 actua no País de Gales, respectivamente, em St. Donats,
Aberystwyth, Taliesin e Cardigan.
Natural de Serpa (Beja), Ana Sofia Varela começou a cantar, por tradição
familiar, aos 10 anos. Todavia é aos 14 anos que tomou a decisão de se
tornar fadista, tendo-se apresentou a vários concursos televisivos e à
Grande Noite do Fado de Lisboa.
Paulatinamente, foi-se aproximando da capital e começa a cantar no Clube de
Fado, onde pontifica a figura do guitarrista Mário Pacheco e fazem parte do
cartaz, entre outros, Maria da Nazaré e Alcino Duarte.
Aos 21 anos, incentivada por Mário Pacheco, grava um disco, com algumas
letras de Amália Rodrigues. Participa também no CD de António Chaínho, "A
guitarra e outras mulheres" ao lado de Teresa Salgueiro, Marta Dias, Filipa
Pais, Nina Miranda e Elba Ramalho.


Voltar à primeira página desta secção

Voltar à primeira página desta edição

Copyright © 1997/2001 The Portuguese Times
Autorizada a reprodução de artigos publicados nesta página desde que mencionada a origem