Rhode Island

AUGUSTO PESSOA (Correspondente)
Delegado em Rhode Island
Tel. (401) 728-4991

 

Boas Festas e Feliz Ano Novo


Somos uma comunidade activa, responsável, inserida, mas mantendo sempre bem
presente os nossos valores étnicos.
Dentro destes principios de gente simples, trabalhadora, concretizadora dos
mais diversos projectos estão os clubes, organizações, associações e igrejas
a  desempenhar um papel de primordial importância dos nossos valores e da
nossa identidade em terras americanas.
São de uma forma geral constituídos por gente das nossas gentes que perdem
na formação académica, mas ganham pela garra, desinteressada em manter a
língua portuguesa viva por estas paragens.
Não fazem discursos despidos de realidade, mas falam do coração daquilo que
os primeiros "descobridores" que desbravam terrenos que semearam com o suor
do trabalho nas minas do carvão, das fábricas de tecelagem, nas fábricas de
confecção que lhes deram o sustento e o apoio financeiro para dar instrução
aos filhos, comprar a casa e viver uma vida desafogada.
São estes os heróis de uma comunidade crente temente e educada em princípios
católicos em que foram criados nas aldeias da Beira ou na freguesia dos
Açores e que a evolução dos tempos modernos não modificou.
São gente da têmpera do ferro que mantém abertas as escolas portuguesas, as
igrejas, as associações onde aquelas funcionam, os ranchos folclóricos, as
bandas de música, as marchas populares, os grupos cénicos, as festas do
Espírito Santo, as festas do padroeiro São João, São Vicente de Paulo e
Nossa Senhora de Fátima.
São gente que se formam em comissão para conseguir que a escola se mantenha
aberta com professores e alunos frente a frente ignorando a tão badalada
escola virtual mais cómoda mas sem o sumo da vida real.
São professores que seguiram Amadeu Casanova Fernandes um exemplo na luta
pelo ensino do português, em tempos de maior dificuldade, mas que não
impediu aquele activo penalvense de manter viva a chama lusa nos EUA.
Foi ele o primeiro a gritar bem alto com os seus alunos o Dia de Portugal em
RI.
Mas se há aqueles que ficam eternamente agradecidos e como tal continuam a
colaborar temos os outros que após conseguidos os seus intentos preferem
refugiar-se na comoda posição de "não tenho tempo" esquecendo a "escada" que
lhes serviu para atingir a sonhada posição.
Somos uma comunidade que se tem mantido activa através dos tempo e nisso o
estado de Rhode Island é um exemplo.
O poderio étnico de mãos dadas com o apoio espiritual têm percorrido um
caminho paralelo e podemos ver o exemplo do Clube Juventude Lusitana e a
igreja de Nossa Senhora de Fátima. Os paroquianos de um lado são os mesmos
associados do outro.
Estão em situação semelhante os paroquianos da igreja de Santo António em
Pawtucket e os associados dos Amigos da Terceira, do Clube Social Português
e da União Portuguesa Beneficente.
Vamos até East Providence onde São Francisco Xavier como a maior paróquia
portuguesa em RI dispõe como paroquianos os associados do Phillips Street
Hall (onde foi rezada missa até à construção daquela igreja) do Brightride
Club e do Centro Cultural de Santa Maria.
Já em Providence em pleno bairo do Fox Point vamos encontrar a centenária
igreja de Nossa Senhora do Rosário onde temos como paroquianos os associados
do Portuguese Sporting Club e da banda do mesmo nome.

E como diria o meu amigo lá em Mangualde não ponha mais na carta.
São gente da têmpera do ferro que antes quebrar que torcer e prontos a
enfrentar as dificuldades em atrair as novas gerações que afinal nos dão
exemplos que não estão afastados como se pode imaginar.

Basta um olhar atento às bandas de música, aos ranchos folclóricos,
constituídos por jovens nascidos em terras americanas a frequentar
universidades e que continuam a falar português.
Que melhor lição do que esta se pode dar aos arautos da desgraça que vêm
vaticinando o fim de uma comunidade que afinal continua a somar anos e
mostrar toda a sua actividade.

Para todos aqueles que sentem nas veias correr o sangue luso e continuam a
manter bem viva a chama da portugalidade, se bem que se inseridos nesta
grande nação que são e serão os EUA os nossos votos de Boas Festas e Feliz
no Novo.


Voltar à primeira página desta secção

Voltar à primeira página desta edição

 Voltar à Primeira Página


Copyright © 1997/2001 Portuguese Times
Autorizada a reprodução de artigos publicados nesta página desde que mencionada a origem