Nove milhões de eleitores já votaram nas eleições de 03 de novembro

 


Sondagem da Franklin Pierce University-Boston Herald revela que os americanos estão considerando cuidadosamente como vão votar e apenas 31% dos entrevistados disseram que votarão pessoalmente no dia da eleição, 3 de novembro. A sondagem revela ainda  que 42,9% dos eleitores enviarão o boletim de voto pelo correio e 24,5% votarão antecipadamente.
Todos os estados, exceto cerca de meia dúzia, permitem votação antecipada e a votação já começou em quatro estados: Minnesota, Virgínia, Dakota do Sul e Wyoming.
Mais de nove milhões de americanos já votaram, e a maioria democratas, enquanto apenas 75.000 tinham votado a quatro semanas das eleições em 2016, de acordo com o Projeto Eleições dos Estados Unidos, que compila dados de votação antecipada.
A expansão da votação antecipada e pelo correio foi impulsionada como uma forma segura de votar durante a pandemia do coronavírus, considerou Michael McDonald, da Universidade de Florida, que administra o projeto. “Nunca vimos tantas pessoas votando antes de uma eleição”, disse McDonald. “As pessoas votam quando se decidem, e muitas pessoas já se decidiram há muito tempo em quem votar”.
Têm surgido alguns problemas aqui e ali, mas poucos. Em Columbus, Ohio, no Franklin County, 237.498 boletins de voto foram enviados pelo correio e 49.668 eleitores receberam boletins com informações incorretas provocadas por erro na máquina de impressão, o que obrigou à feitura e envio de novos boletins em 72 horas.
O secretário estadual de Ohio, o republicano Frank LaRose, anunciou que foram recebidas este ano 2.154.235 solicitações para votar antecipadamente, mais do que o dobro das 1.091.188 solicitações recebidas nas eleições de 2016.
O número total de votos antecipados ou pelo correio mais que dobrou de quase 25 milhões em 2004 para 57 milhões em 2016, daí as preocupações republicanas, que têm protestado contra a votação por correspondência, fazendo acusações infundadas de que leva à fraude. 
Os protestos revelam o desinteresse republicano no voto pelo correio. No estado de batalha crucial da Florida, os democratas solicitaram mais de 2,4 milhões de boletins de voto pelo correio e já devolveram 282.000, enquanto os republicanos pediram quase 1,7 milhão e já devolveram 145.000.
Uma pesquisa nacional da Reuters/Ipsos realizada a semana passada revelou que 5% dos democratas em todo o país disseram que já tinham votado, em comparação com 2% dos republicanos. Cerca de 58% dos democratas disseram que planeavam votar antes do dia das eleições, em comparação com 40% dos republicanos.
McDonald disse que a votação antecipada em alguns estados já disparou há um mês. No Dakota do Sul, a votação antecipada este ano já representa quase 23% da participação total em 2016. Na Virgínia, a votação antecipada este ano é quase 17% da participação total em 2016 e no Wisconsin é quase 15% da participação total em 2016.
“Isto é uma loucura”, disse McDonald. “Todos os dados sugerem um comparecimento muito alto para esta eleição”. 
McDonald prevê uma afluência às urnas recorde de cerca de 150 milhões de eleitores, representando 65% dos eleitores inscritos. 

 

1,6 milhão de eleitores votam pelo correio em Massachusetts
Mais de 1,6 milhão de eleitores em Massachusetts pediram para votar pelo correio nas eleições de 3 de novembro, revelou o secretário estadual Bill Galvin.
Os boletins de voto começaram a ser enviados há um mês para os eleitores pelo correio e Galvin espera que os eleitores os remetam o mais cedo possível.
O eleitorado pode legalmente solicitar um boletim para votar pelo correio até 28 de outubro, mas Galvin pede àqueles que desejam votar pelo correio que solicitem o boletim até 20 de outubro, inclusive por meio do portal online. Além de votar pelo correio, os eleitores também podem votar pessoalmente, seja por votação antecipada ou no dia da eleição, 3 de novembro.
Galvin disse que o seu gabinete está trabalhando com as autoridades locais para mover os locais de votação para espaços maiores para garantir que as pessoas tenham espaço suficiente para votar sem serem expostas ao covid-19. Galvin espera que a participação eleitoral de 2020 em Massachusetts ultrapasse o recorde de 2016 de mais de 3,3 milhões.
Os boletins de voto pelo correio devem ter o mais que tardar o carimbo do correio do dia 3 de novembro.