Daniel da Ponte, João Pacheco e Leonel Teixeira condecorados pelo Governo Português

 

Em muitos locais do mundo tenho referido o exemplo único do poder associativo e da presença dos luso eleitos em Rhode Island

— José Cesário, Secretário de Estado das Comunidades

Daniel da Ponte, João Pa­checo e Leonel Teixeira, três ilustres figuras da comuni­dade lusa de Rhode Island receberam, quarta-feira, dia 10, as condecorações atri­buí­das por Cavaco Silva, pre­sidente da República Portuguesa, perante uma nume­rosa audiência no State Room da State House, em Providence. Os dois primei­ros foram distinguidos com a Comenda de Ordem de Mérito e ao último foi en­tregue a distinção Oficial da Ordem do Infante D. Henri­que.

“São condecorações pro­pos­tas pelo governo, conjun­ta­mente com o embaixador e que o presidente da Repú­blica decidiu dar a devida continuidade. Uma no ano 2013, a do senador Daniel da Ponte, e as outras duas ao antigo vice-cônsul Leonel Teixeira e conselheiro João Pacheco em 2014”, disse José Cesário, secretário de Estado das Comunidades, passando a referir-se indivi­dualmente a cada um dos homenageados.

“O senador Daniel da Ponte é uma referência para todos nós. É um lusodescen­dente que se afirmou na vida pública local. Que bom seria ver este exemplo seguido pelas comunidades de todo o mundo. Quero agradecer ao senador Daniel da Ponte, pela forma como representa um novo Portugal, nestas terras da América do Norte”, sublinhou José Cesário.

Por sua vez o senador Daniel da Ponte disse ao PT: “Tenho de agradecer ao secretário de Estado José Cesário, pela sua presença, não obstante estar em São Paulo, Brasil, no passado sábado. Ter voado para Portugal e tendo chegado a Providence, vindo de Ne­wark, no dia anterior às ceri­mónias. Os meus agradeci­men­tos são extensivos ao embaixador Nuno Brito, que veio de Washington a Provi­dence, pelo espaço de duas horas, para presidir às cerimónias”.

“Quero ainda agradecer ao governador Lincoln Chafee, não só pela sua presença, como pela participação nas iniciativas portuguesas, nomeadamente, celebrações do Dia de Portugal, inaugu­ração do monumento aos Descobrimentos Portugue­ses, e ainda pela sua inter­ven­ção na nomeação do juiz Luís Matos, para o Tribunal Superior”, disse, ainda, o senador Daniel da Ponte.

O secretário de Estado, prossegue a abordagem a cada um dos homenageados, referindo-se a João Pacheco, conselheiro das comuni­dades. “João Pacheco, sem­pre assumiu a sua portuga­lidade e a vontade de servir esta comunidade”. “Conse­lhei­ro das comunidades, tal como Claudinor Salomão aqui presente, é um homem que se tem batido pela pre­sença de Portugal por estas paragens. Pela defesa dos valores da comunidade. Pela sua Casa dos Açores que tanto defende”, disse José Ce­sário perante uma audiên­cia repleta de nomes sonan­tes da política em Rhode Island, entre americanos e portugueses, que, em nú­mero, são caso único em comunidades lusas espalha­das pelo mundo.

Por sua vez João Pacheco sublinhou ao PT: “Dedico esta insígnia em memória dos meus pais e à comunidade portuguesa em particular à de Rhode Island e Masschusetts”, disse João Pacheco.

José Cesário, dirigindo-se a Leonel Teixeira, antigo vice-cônsul de Portugal em Providence, referiu que: “Leonel Teixeira foi, para mim, um elemento de consulta, face a problemas práticos na rede consular. Um homem que foi capaz de afirmar o consulado de Providence, durante a sua gerência. Sempre se bateu pelos valores regionais. Não deixa de ser curioso o facto de pertencer à região da Madeira”.

No final da atribuição das condecorações, Leonel Teixeira disse ao PT: “Fiquei muito sensibilizado quando soube da intençao e dos esforços do embaixador de Portugal em Washington, Nuno Brito em querer estar presente nesta cerimónia”. “Sendo um acontecimento memorável, estou profundamento agradecido por toda a colaboração, recebida da embaixada”, disse Leonel Teixeira.

 

Ainda antes de proceder à entrega das condecorações, José Cesário realçou que “não atribuímos estas condecorações, porque os agraciados chegaram ao fim. Nós fazemo-lo porque todos eles estão a iniciar uma nova caminhada. Estas condecorações são dadas a pouca gente. Significam o reconhecimento da República Portuguesa no seu todo, por um trabalho que é feito. Deixem que vos diga que estamos orgulhosos desta comunidade e do trabalho que aqui é feito”.

 

A cerimónia teve lugar, na sumptuosidade do State Room da State House em Providence, com a presença do embaixador de Portugal em Washinghton, Nuno Brito, e do secretário de Estado das Comunidades, José Cesário ao que se juntou a honrosa presença do governador de Rhode Island, Lincoln Chaffee, a vice-cônsul de Portugal em Providence, Marcia Sousa e ainda o cônsul de Portugal em New Bedford, Pedro Carneiro. Coroavam, ainda, esta digna presença na State House, uma sala esgotada, com pessoas de pé, num tributo de homenagem aos distinguidos.

Abriu a sessão solene o governador de Rhode Island, Lincoln Chafee, que salientou a importância da comunidade portuguesa, neste estado.

“Tive o imenso prazer em poder estar conjuntamente com o embaixador de Portugal, Nuno Brito, na inauguração do monumento aos Descobrimentos Portugueses em Newport e é com redobrado sentir, que o recebo hoje aqui na State House. Saúdo entre a comitiva a presença do secretário de Estado das Comunidades, José Cesário, que vai fazer entrega das condecorações a três individualidades da comunidade portuguesa de Rhode Island, Leonel Teixeira, João Pacheco e Daniel da Ponte. Tem sido com imenso prazer que tenho trabalhado nos últimos quatro anos com Daniel da Ponte, presidente da comissão de finanças do senado. Estas distinções vêm coroar os serviços públicos pelas três individualidades distinguidas. Portugal e as comunidades portuguesas, espalhadas pelo mundo, têm sido uma digna e relevante presença. O estado de Rhode Island detém a maior comunidade portuguesa nos EUA, que se traduz numa integração, civica, cultural e politica”.

Logo após a intervenção do governador Lincoln Chafee, seria reconhecida a numerosa presença de individualidades civis e políticas que marcaram presença no evento, como o advogado George Carvalho, diretor do gabinete, em Rhode Island, do senador federal Sheldom Whithehouse e o juiz do tribunal superior de Rhode Island, Luís Matos. Destaque, ainda, para a presença da antiga senadora Helen Mathiew; do deputado Hélio Melo, do administrador da Vila de Bristol, António Teixeira; conselheiro municipal em Cumberland, Manuel Costa; conselheiro municipal em East Providence, Helder Cunha; conselheiro municipal em Seekonk, Nelson Almeida; comendador e antigo tesoureiro estadual Paul Tavares; comendador Carlos Andrade e que, recentemente, passou a fazer parte do Hall of Fame dos Dunkin’ Donuts; comendador António Frias, recentemente homenageado pelo Hudson Portuguese Club, a juntar a distinções ao mais alto nível, quer localmente quer pelo governo da República Portuguesa e o comendador João Correia que prestou grandes serviços à comunidade, principalmente junto da igreja de São Francisco Xavier.

Entre a audiência estiveram ainda Ed Pacheco, do Rhode Island College; José Francisco Costa, diretor do Luso Centro, BCC; Marie Fraley, diretora do Instituto da Língua Portuguesa do Rhode Island College; Fernanda Silva, presidente da comissão organizadora das celebrações do Dia de Portugal em Rhode Island, professora e diretora pedagógica da escola portuguesa do Clube Juventude Lusitana. A este grupo juntaram-se, também, representantes das associações, seus representantes, antigos presidentes das celebrações do Dia de Portugal em Rhode Island, tal como António Rodrigues, atual vice-presidente do Clube Juventude Lusitana, Dan Carrey, presidente do Brightridge Club em East Providence.

 

  Em declarações à comunicação social, José Cesário disse que “nos Estados Unidos a comunidade de Rhode Island é, inquestionavelmente, a que percentualmente, tem maior peso”.

O Estado de Rhode Island é o que detém maior número de luso-eleitos, o maior e mais saudável poder associativo, e as mais dignas celebrações do Dia de Portugal no mundo, onde só a abertura em pleno WaterFire, um local de excelência, entre jardins e as mais elegantes e modernas construções de milhões de dólares, se consegue ter folclore e a voz de Amália, perante 35 mil pessoas.

E, todos os distinguidos têm o seu nome ligado ao êxito, único, no mundo luso fora de Portugal, das celebrações do Dia de Portugal em Rhode Island.

 

Após a cerimónia de entrega de insígnias foi oferecido um beberete, servido pelo restaurante Riviera de East Providence.

 

Quem são os três condecorados?

Senador Daniel da Ponte agraciado com a Comenda da Ordem de Mérito

O senador estadual Daniel da Ponte foi eleito, pela primeira vez, em novembro de 1998, com a idade de 20 anos, para o Senado do Estado de Rhode Island, sendo o mais jovem elemento a exercer funções naquele órgão legislativo. Sucessivamente reeleito, ocupou o lugar de Deputy Majority Whip e Vice-Chairman da comissão de Finanças do Senado, Tecnologia e Regulamentos. Desde 2008 é presidente da comissão de Finanças do Senado.

Daniel da Ponte reside em East Providence, uma das cidades de maior concentração de portugueses e luso descendentes no estado de Rhode Island. Para além de membro ativo da igreja paroquial de São Francisco Xavier, é membro de várias organizações, tendo exercido nalgumas delas cargos de direcção, nomeadamente, “Boys & Girls Club de East Providence”, “East By Mental Health Center”, “The East Providence-Ribeira Grande Sister Cities” e Casa dos Açores da Nova Inglaterra.

É formado em Gestão de Empresas pela Rhode Island University.

Em 2005 fundou a empresa “Axis Financial Advisors”, firma de consultadoria, gestnao e planeamento financeiro, do qual é presidente.

O senador Daniel da Ponte, que é fluente em português, é uma figura muito respeitada no meio político e cívico do estado de Rhode Island, no qual sobressaem as suas múltiplas intervenções, tanto a nível do Senado como em intervenções no seu distrito eleitoral, o que muito têm contribuído para a elevação e visibilidade da comunidade portuguesa. Desde 2004 é o responsável e organizador da cerimónia invocativa do Dia de Portugal, evento que integra o programa das celebrações do Dia de Portugal e da Herança Portuguesa em Rhode Island, que tem lugar na State House, sede do governo estadual, e que conta, para além dos políticos luso-americanos e comunidade portuguesa, com a presença de outras individualidades da política do Estado.

 

João Pacheco, conselheiro das comunidades, agraciado com a Comenda da Ordem de Mérito

João Pacheco nasceu na freguesia da Matriz, concelho da Ribeira Grande, tendo frequentado o Externato Ribeigrandense. Veio para os EUA em 1963 onde se licenciou em Gestão de Empresas. Completou o curso de agente imobiliário, tendo licença profissional para Rhode Island e Massachusetts. Foi gerente da companhia E. Rosen, durante trinta e dois anos, e proprietário e gerente de um lar da terceira idade, durante doze anos.

Homenagens e condecorações: Medalha de Mérito Municipal da cidade da Ribeira Grande em 2006; Imigrante do Ano, Correio dos Açores em 2006; Prémio (Dedicação ao Mundo Lusófono ) pelo Rhode Island College, em 2006; Condecorado com a Insignia Autonómica de Reconhecimento, Governo Regional dos Açores, 2011; Membro Honorário PHI Lamboa Beta, Rhode Island College 2013; Condecoração da Ordem de Mérito grau Comendador, 2014.

Serviço Público/Comunitário: Presidente da Casa dos Açores da Nova Inglaterra de 1995 a 2000 e de 2006 a 2009; eleito Conselheiro das Comunidades Portuguesas em 1997 e reeleito em 2002 e 2008; membro fundador do convívio do concelho da Ribeira Grande e das seguintes organizações, Portuguese American Scholarship Foundation, Friends of Portuguese Studies of Rhode Island College e Portuguese American Leadership Council of the United States. Foi residente do Conselho Mundial das Casas dos Açores em 2006 e do Dia de Portugal/RI 2006 e é o atual presidente da Associação dos Emigrantes Açorianos desde 2011.  

 

Leonel Teixeira, agraciado Oficial da Ordem do Infante D. Henrique

Leonel Teixeira foi nomeado vice-côn­sul de Portugal em Providence, por despacho do secretário de Estado das comunidades, António Braga, publicado no Diário da República, de 31 de março de 2009.

Nasceu a 21 de novembro de 1948 no Funchal, onde frequentou o liceu Egas Moniz. É detentor de uma licenciatura em Gestão de Empresas, do Instituto Superior de Econo­mia, Universidade Técnica de Lisboa.

A 6 de abril de 1970 entrou no curso de oficiais mili­cianos, na escola prática de infantaria em Mafra. Tirou o curso de operações especiais em Lamego; passou pela Cavalaria N.º 3 em Estremoz, após o que foi mobilizado para a Guiné de 6 de abril de 1971 a 8 de março de 1973.

Entre 1 de julho, 1974, foi assistente de programas musicais, Rádio Difusão Portuguesa; a 18 de setembro de 1978 foi técnico espe­cialista de 3ª classe, Gabinete de Gestão Orçamental, Dire­ção Financeira da Rádio Difusão Portuguesa.

A 1 de fevereiro de 1981 foi colocado no Consulado de Portugal em Providence; a13 de julho de 1989 foi nomeado Chanceler e a 10 de agosto de 2009 assumiu as funções de vice côn­sul de Portugal em Provi­den­ce.

Foi delegado a quatro con­gressos das comunidades ma­deirenses que tiveram lugar no Funchal entre 1984-1996 e membro do conselho perma­nente eleito no Con­gres­so das Comunidades Madeirenses em 88, 92, 96.