Perguntas e Respostas

P. — Tenho 70 anos de idade e tenho trabalhado continuamente e recebido benefícios do Seguro Social como viúva. Estou empregada numa escola, onde não descontamos para o Seguro Social, portanto não tenho os créditos suficientes para qualificar-me para Seguro Social sob os meus descontos/emprego. Vou começar a receber uma reforma do município efetivo neste mês de agosto. Será que isto tem algum efeito nos benefícios que eu estou a receber como viúva?

R. — É provavel que sim. Se um indivíduo estiver a receber benefícios do Seguro Social como cônjuge ou até de sobrevivência, também tem direito a uma pensão baseada em emprego que não foi coberto pelo sistema do Seguro Social; o montante pode ser ajustado por 2/3 do montante que recebe da pensão. Por exemplo, se estiver a receber $1000 por mês, como viúva, do Seguro Social e tem direito a uma pensão de $900, o montante que recebe do Seguro Social será reduzido por $600, resultando num benefício de $400 por mês. É aconse­lhável contactar o seu escritório local do Seguro Social para comunicar a informação e assegurar-se de que recebe o montante correto.

 

P. — Gostaria de ajudar uma vizinha idosa, que passa muita necessidade e está a viver apenas com a reforma do Seguro Social. Vive sozinha e que eu saiba não tem outras propriedades nem recursos. Haverá algu­ma assistência que venha do Seguro Social para ela?

R. — É possível ela qualificar-se para assistência do programa do Seguro Suplementar, ou SSI, com é conhecido. Se ela qualificar-se, terá direito a benefícios adicionais, incluindo assistência com o custo do Medicare B e parte D. Ela pode ligar para o número grátis para uma marcação: 1-800-772-1213.