Luso-americana de 23 anos e origens na ilha Graciosa concorre a Miss Massachusetts 2017

 

Shana Silva vive em Lowell e estuda gestão

de empresas na UMass

 

 

A jovem luso-americana Shana Silva, de 23 anos e natural de Lowell, concorre este ano ao título de Miss Massachusetts 2017.

A fase preliminar do certame acontece a 18 de Novembro e as candidatas finalistas irão à final no dia seguinte, com o espectáculo de eleição da nova Miss Massachusetts a decorrer no Auditório de Lowell.

“Como candidata, espero não apenas representar a minha cidade, Lowell, como a comunidade lusa”, afirma Shana Silva, na entrevista que concedeu em Boston ao PT.

Silva concorre ao reinado de beleza máximo em Massachusetts com o alto patrocínio da Portuguese-American Civic League de Lowell e com o apoio logístico de DNJ Entertainment, Planet Dance & Fitness, Global Click Photography, S & S Auto Repair e Dunkin’ Donuts (Frank Pacheco).

“O concurso consiste numa prova de talento focada na dança e inclui os desfiles em fato-de-banho e traje de noite, para além da entrevista com os membros do júri”, explica Shana Silva.

A candidata de origem portuguesa é filha dos emigrantes José e Helena Silva, naturais da ilha açoriana da Graciosa, que se radicaram em Lowell, onde Shana cresceu, fez o liceu e continua a viver. A jovem reparte o seu tempo útil entre os estudos na UMass-Lowell, onde tira gestão de empresas e marketing, e o emprego no Align Credit Union.

Shana diz ter aprendido a falar português em casa, onde as tradições da terra de origem sempre se impuseram; e confessa ter uma viagem marcada para os Açores brevemente, onde já não regressava desde os 11 anos de idade.

Para além de gostar de estar com a família (Shana tem um irmão e uma irmã), a candidata a Miss Massachusetts revela ter predileção pela música pop e R&B. Adepta da boa forma física, confessa também dedicar muito tempo ao ginásio.

E se no concurso lhe perguntarem quem merece dela a maior admiração, Shana Silva terá a resposta na ponta da língua: “Os meus pais.”

 

n Por HENRIQUE MANO

Especial para PORTUGUESE TIMES

em Boston, MA